Forte, muralhas e trincheiras.

Social Share Counters

O General Francisco José de Souza Soares de Andréa, mais tarde agraciado com o título de Barão de Caçapava, quando em 1848, assumiu pela segunda vez a Presidência e o Comando das Armas da Província, temendo uma invasão (por parte do Ditador Rosas), tratou de fortificar a Província e, entre outras providências que tomou, mandou construir em Caçapava um forte (D. Pedro II), um quartel, e rodear o perímetro urbano de muralhas e trincheiras, bem como um depósito central de material para um exercito de vinte mil homens.

Além do Forte D Pedro II, existe ainda uma pequena parte das muralhas, na região sudeste da cidade, bem como resquício das trincheiras.

Fonte: livro História do Município de Caçapava do Sul: Lendas, Folclore e Turismo de Nicolau da Silveira Abrão.